27 de dez de 2010

- Quase nunca a vida é um balão


Mas o teu amor me cura

De uma loucura qualquer

É encostar no seu peito

E se isso for algum defeito

Por mim tudo bem

tudo bem


Já não tenho dedos pra contar

De quantas janelas me atirei

E quanto rastro de incompreensão

Eu já deixei

Tantos bons quanto maus motivos

Tantas vezes desilusão

Quase nunca a vida é um balão

23 de dez de 2010

- Primeiro


Acordou para o sol a sentir o vento. Disse que em seu jogo ela mesma daria as cartas, ditaria as regras e falaria quando acabasse. Olhou fixamente para o espelho; ali ela via um reflexo que mudou durante vários anos, Pobre menina, nunca se apaixonou.
Mas quando as palavras vieram à tona todo o sentimento se escapou e foi visto; como se ele sempre estivesse ali, visível. E tudo e tanto o que ela se enganou, caiu como se nunca tivesse existido. Conseguiu descobrir o segredo que tanto guardava e as frases que tanto evitava.
O sorriso se lançou no mar, e eu ela pôde ver o vai e vem de uma história que poderia já ter acabado, sem se quer ter tido um começo. Os olhos se cruzaram e ela conseguiu ver que a saudade é o sentimento mais crucial que existe; entendeu que estar longe às vezes é o mesmo que estar perto sem poder tocar.
Ela sorriu pensativa: o que o que é para acontecer sempre acontece, independente das circunstâncias, e não adianta tentar escapar do seu próprio querer. O sol e o vento nunca a renovaram tanto. Ela nem sabia o que sentia ao certo, nem o que queria de fato. Mas tanto faz quando, independente de tudo se é feliz, e o que tiver de ser vai ser. Porque ela tinha outros sonhos...

5 de dez de 2010

- e é tudo que vale a pena



Eu tinha esquecido quão bom era a sensação de te ter por perto, de te olhar, de te querer. Não queria mais sentir você tão junto, trocar sussurros e achar que você é definitivamente o que eu quero. Mas eu descobri que preciso de tudo isso, e que não quero me manter longe de você e tudo o que me trazes.
E algo me prente nesta cena e me faz querer revive-la várias vezes. Eu não sei o que me espera, eu não sei o que vai acontecer, mas que, independente disso, aconteça; por mais que demore, mas aconteça. E se algo ruim tiver que acontecer, pode ser; prefiro isso do que conviver com o sentimento de que nada foi tentado.
É incomum sentir as suas mãos nas minhas, escutar tua voz tão de perto, e a aproximação tão simultânea. É incrível como se parece e como tudo encaixa. Mesmo estando distantes, seguíamos tão próximos... Incapacitados de ver o que tinha bem a nossa frente.
Acho que nunca te contei, mas naquele dia eu disse a maior mentira de todas. Eu inventei milhares de desculpas que pareciam verdades, tentei me esconder, me esquivar. Tenho fingido algo que nunca existiu. Absolutamente nada adiantou; nem se quer o tempo. O tempo que me fez curvar em pistas molhadas não supriu a necessidade que eu precisava.
O bom de tudo é ter a certeza de que eu provoco a mesma coisa em você! E a verdade é que foi você quem me fez cantar...

1 de dez de 2010

- Conserva la ilusión


Um momento para se por ao mar. O sol nunca pediu para ter luz e brilho, assim como eu nunca pedi pra ver o teu olhar e imaginar teu sorriso.
Ao tempo que se passa tudo passa e tudo se cruza; como se o mar viesse ao encontro de quem precisa se por, mostrando o que eu já sei – a necessidade que um tem do outro. Um cada se escondendo por trás, achando que não é visto. Pobre coitado, sentimentos como esse, mesmo escondido, são visíveis para quem os escuta e enxerga.
Num horizonte tão claro e longe há apenas o tempo que parece mostrar um incerto, palavras bem claras e nítidas, mas difíceis de serem aceitas e uma tontería. Quem sabe alguém ainda possui lembranças e pensamentos que não se foram com o passar das situações adversas.
Os olhos ainda não se encontraram, mas quando contornarem a claridade forçarão a visão, numa metáfora de dificuldade ao incomum já tão repetido. Sempre existe um para ter medo e fugir; sempre existe um para buscar.
E aonde alguém tem tentado se mover. São espaços imprecisos que causam imobilidade forçada. Nada de supremacia, tristeza, sentimentalismo... É só conviver com os devaneios e calar o que não faz bem.
Mas tudo isso me faz muito bem. Fotos de um encontro. Lembro do que senti, do sentimento revelado.
Não importa o que aconteça; o sol sempre vai se por no horizonte. E nascer no outro dia. Todo dia. Todo dia.

18 de nov de 2010

-Dentro de tudo que cabe em mim...


Eu só sabia o que não poderia ser feito; o quanto eu não deveria me aproximar. O passado do presente encontrou-se desprevenido, sem muitos sentimentos significantes.
Decair sem razão. Se o tempo não mostrar o caminho de segurança, irá mostrar o que deve ser seguido; sujeitos agudos com murmúrios adventícios de uma análise mal feita.
Suspeito do que foi dito, nada se encontrará como antes. No fundo, eu sabia que corria risco de ser surpreendida por algum feito fora do plano traçado com tanta cautela. E por isso me obriguei a escolhas confusas, ditadas por regras criadas, seguidas por melodias e canções.
E um fim acabou por não acontecer. E o tempo não sugeriu soluções; calou-se a esperar por atitudes, articulações de outros, conclusões sem fundamentos. Continua a esperar...
Me vejo abraçando um sonho longe daqui, mirada em uma razão não-comum, deixando para trás o que seria insubstituível. Provavelmente, nada deve acontecer. Mas quando chega o fim tudo fica bem. Do fim não se aproxima e para o normal encontra-se longe. Para o esquecimento o desejo.
Não quero flores e chocolates, desculpas ou perdões. Só quero não ser esquecida; do mesmo jeito que es para mim.

14 de out de 2010

- À noite o céu é perfeito

Bom dia
Olha as flores que eu trouxe pra você, amor
São pra comemorar aquele dia
Que passei a viver do teu lado
Eu me lembro, entre nós não havia quase nada

E agora é só você que me faz cantar
E é só você que me faz cantar...

Havia mil motivos pra eu não estar naquele show
Mas o nosso destino foi escrito
Sob o som de uma banda qualquer
Eu me lembro, em setembro conheci minha mulher

E agora é só você que me faz cantar
E é só você que me faz cantar

Los Hermanos.

3 de out de 2010

- O sol já vai se pôr no mar


Permita dizer que sou diferente do que você pensa e meus medos giram ao teu redor. A base que fundamenta qualquer estrutura se perde diante do meu próprio mundo, que está imerso em uma substância desconhecida... E não parece fazer funcionar.
Quero dizer, está tudo desordenado dentro de uma ordem incomum.
Eu digo que não tenho medo de nada, mas eu te confesso, tenho. Medo de me esconder embaixo de uma cabana no escuro e não conseguir sair de lá. Medo de te amar, e desejar te ver; de não saber as respostas para as perguntas, de te ignorar e me arrepender, de escutar um “Eu te amo” sem poder dizer o mesmo, de acabar acreditando que não posso acreditar em ninguém. Medo de não te ter por perto...
Aquele dia fugiu do comum. As asas se abriram e o vôo deu partida... Pra sempre, para nunca mais voltar, para nunca mais cantar o bom dia. Cercastes-te de medo também? Os transpassastes para mim, como em um fluxo irreal a distância.
Está tudo desordenado dentro de uma ordem comum.
O hoje me falta à compreensão. É só ver que somos os mesmos só que adultos interligados a bases diferentes, contadores de estórias e recordadores de lembranças. O que me afronta é a falta de compreensão e entendimento que permeia os meus pensamentos. O que me insulta é recordar do que já deveria estar esquecido.
E quero dizer-te que está tudo ordenado dentro de uma desordem incomum.

1 de out de 2010

- Se você for...

O significado disso é liberdade. É poder olhar tudo e lembrar pouco. É esquecer por um tempo quem você é e de onde você veio. Caminhar descalço pela areia, olhar pro mar e sorrir por estar viva. Porque a vida é assim; feita de bons e maus momentos, mas os que realmente contam são aqueles que nos surpreendem e nos faz esboçar um sorriso só de lembrar.
E não me importa o que eu tenho deixado para trás, quero ver apenas o que está a minha frente. Buscar um caminho que me satisfaça e me eleve; acreditar que alguém sempre estará por perto; olhar pro mar e lembrar que alguém nos espera. Ver o branco e lembrar de um anjo, ver o sol e lembrar do brilho, ver o céu e lembrar do infinito.
Eu nunca te contei antes do quanto queria uma liberdade. Poder sumir sem falar, poder rir... Rir sem motivo específico; só se preocupar com quantas horas de sono você dormiu. Eu estive bem perto disso, vi um pedaço de um grande texto sendo construído com músicas.
O a representação disso é viver.

9 de set de 2010

- Abaixo do céu

Eu não te contei o sonho que tive com você; você me carregava no colo como uma simples forma de cuidado. Também não te contei às palavras que tanto queria dizer, mas não parecem apropriadas,
Esqueci de mencionar a sintomatologia da vida, e os processos não patológicos que a circunda. Nem me toquei do real significado; nem relatei das trajetórias e pensamentos que me envolvem, me aproximam e me afastam da realidade calculada com meticulosidade.
Esqueci de te perguntar o que fazes por aqui com tanta freqüência e o que rodeia o teu ar. Perguntei somente teu nome por querer saber de que se trata.
Eu não sussurrei os pesadelos que necessitava compartilhar, e as pedras de giz que precisava para escrever no asfalto o meu nome; com letras maiúsculas contornadas pelo calor e borradas pelos pingos de água que desciam rumo a alguma camada profunda da terra.
Era uma visão turva e torta de um míope. Era um carregar simbólico que despertava um lindo sorriso de um sibilo sigiloso, em busca de um desejo qualquer; eram palavras desenroladas indo para seu ouvido através do caminho que desejava. Era o seu desejo transparecendo no meu sonho da tarde.
Quando vou perceber que, se eu estiver que querer vai ser você.

7 de ago de 2010

- E hoje eu estou aqui...

Eu me sinto perdida; mais do que nunca. São tantas pessoas, palavras e ações novas que acabo me esquecendo das antigas. Sinto-me como se não soubesse mais nem ao certo o que eu quero, como se os planos feitos e refeitos a 5 meses atras não fizessem mais o menor sentido e o caminho que estava bem aminha frente, e parecia ser único, foi atravessado por vários outros; fazendo zigue-zague, dando enfase ao que eu já sei... mas tenho dúvida.
Não quero estar perdida em meus próprios pensamentos, nem no meu próprio ambiente. Torne tudo mais simples, conte-me um segredo e me leve pra outro lugar, diga-me que vou me achar e que tudo vai ficar bem, ou não diga nada, só apareça por aqui... E conte-me como foi sua viagem.
Quero um ser que me diga que eu posso ser o que eu quiser, quando eu quiser, e que planejar a vida é tolice, que o que acontecerá no futuro não dependerá do eu presente, que eu tenho todo o tempo do mundo, e que o tempo é só um símbolo e ninguém depende dele. Ah, que agunia!
Desejo me situar... entre o branco, o vermelho e o azul. Entre o eu quero, eu devo e o menos importante. O que é permitido e o que é memos necessário. Desejo encontrar em eixo de conecção entre os três tripés que me sustentam e parecem distantes... Mas acabam ligando a mesma coisa.
Eu não sei de nada... Nem de mim mesma.

3 de ago de 2010

- Manual para Românticas Incorrígíveis

Tom olhou para o chão, e então de novo para Kate.

- Kate, eu... eu gosto de você. Sempre gostei. Não, não é isso. Eu te amo, Kate. Amo tudo em você. Aprendi a amar até este livro, este livro perigoso e suas desastrosas dicas de moda. Eu quero ser o seu herói romântico, Kate. Quero ser aquele que vai virar a sua cabeça e cavalgar pôr do sol adentro com você na garupa do meu cavalo. E se isso não puder acontecer, então pelo menos me deixe ficar na sua lista de suplentes. Caso o herói fique preso em uma emboscada...
Kate o beijou.
- Que tal você simplesmente ser o amor da minh avida? - ela sussurrou, numa voz rouca. - Aquele em que eu penso o dia inteiro até chega em casa. Aquele que eu gostaria que me abraçasse agora?
- Assim? - Tom disse, se inclinando e abrançando-a.
- Exatamente assim - Kate sussurrou.
- Mas pelo menos deixe eu usar um chapéu charmoso - Tom riu, beijando os lábios dela, o nariz, a testa, e então os lábios de novo.
- A questão é, Tom, que eu não sou mai suma romântica incorrigível - Kate disse séria.
- Mas você precisa ser - Tom disse, com uma expressão magoada - Você me converteu completamente, e Sal também, pelo visto. Não pode se transformar numa pragmática agora, por favor.
Kate balançou a cabeça.
- Lamento, Tom. Simplesmente não sou mais. - então ela sorriu, maliciosa. - Sou uma romântica que foi corrigida - e ficou na ponta do spés para beijar Tom mais uma vez. - Afinal de contas, o que é isso, senão um final feliz?


(Gemma Townley)

18 de jul de 2010

- Um pouco do que eu não contei.


Olá, tudo bem? Por onde você anda? O fato é que eu não sei mais de nós dois; e nem de você. Não sei mais o que te convém, apenas o que te convém por alguns breves segundo, me perguntando qual das opções na minha mente você escolheu. Não conheço mais seus gostos, sonhos e segredos, nem seus medos e aflições. Não vejo mais seu sorriso e nem sua voz numa ligação particular. Nem sei se ainda carregas aquela foto com você, porque a que andava comigo se apagou da memória.
Confesso que às vezes penso em você e desejo saber se está tudo bem, se estas precisando de algo. Mas não tenho tempo e não quero ter tempo para suas histórias e novidades. Será que também pensas em mim e sente falta da minha mão em sua nuca em um horário qualquer. Prefiro pensar que as metáforas escondem o que eu realmente quero dizer.
Você conseguiu tudo o que queria? Não pergunto sobre viagens, carro e negócios, questiono sobre sentimentos. Talvez você não observou ou observou e não notou quando eu andava por árvores a te ver de longe, arqueando sobrancelhas e disfarçando a indiferença. Cada escolha uma renuncia.
O que eu posso fazer? Sinto-me distante de preocupações e sentimentos. Aquela menina de antes mudou um pouco, você percebeu. Minhas vozes a responder suas perguntas transmitem um pouco disso.
Não sou duas, nem três. Sou uma. Segundos antes de dormir lembre-se do bom dia... E eu não trouxe nenhuma flor pra você.

16 de jul de 2010

- Small talk

Não foi a toa que eu vim parar por aqui. A sensação que me traz é de dever cumprido, por mais que ele não tenha sido devidamente efetuado. E aquelas duvidas e incertezas somem diante de momentos e situações grupais que me levam a crer o quanto o cansaço vale a pena.
E é muito bom você acreditar em mim, porque se não eu não teria chego aqui! E é bom escutar elogios e façanhas duvidosas e engraçadas, que me fazem rir por horas; apenas boas companhias, apenas desafios, apenas alguns problemas comigo mesma e nada disfarça esta satisfação de estar por aqui... Onde eu parei.
Aquela feição diante do espelho é sinal de que tudo está no devido lugar, pelo menos por enquanto. E enquanto estiver assim, as cores dos diversos guardas-chuvas pendurados no teto se intensificam mais do que a própria chuva.
Não ligue para meus resmungos, críticas e reclamações. Esteja apenas por perto, para entender o que parece fora de controle. Não ouça minhas palavras tortas e sem sentidos, apenas escute.
Pode me chamar de apelidos engraçados e rir de como eu falo. Pode conversar em outra língua e corrigir meus erros, pode dividir segredos e expor opiniões.
Ahhh, isso é demais!

3 de jul de 2010

- Elementar


Não quero confundir o cheiro do teu perfume com o teu cheiro natural. Na medida em que te aproximas, vejo mais de perto teus olhos que permanecem por algum tempo nos meus. E quando procuras meu pescoço pra roçar teus lábios sinto algo correndo por dentro, desejando fazer o mesmo, em retorno. É nessas horas que às vezes penso ser só uma maneira de não tocares nos meus lábios.
E quando me pedes para não ir, por um momento eu quase acredito na verdade. Mas depois realizo que talvez possa ser só egoísmo da tua parte. Às vezes me vejo pensando em te abraçar e ficar assim por um tempo... Trocando nossas brigas e discussões, que me deixam ora rindo ora preocupada, por um silêncio, calmo, que transpareça o nada.
Queria por um tempo olhar teus pensamentos e tentar decifrar teus gestos. Não sou boa em enigmas, só entendo quando está tudo claro. E tuas palavras não transmitem o entendimento que eu preciso, a explicação que eu necessito; quando os rostos vão em uma direção e depois seguem outra ou quando as mãos se tocam.
Procuro não pensar no que poderia ter sido, mas no que é. Nos gostos e desgostos, nas palavras tortas com sentidos contrários. Nos toques de narizes, nos sorrisos e risadas. No quão chato, implicante, impaciente e incompreensível és; e perceber que somos idênticos neste quesito.
E quando me perguntam o que eu mais gosto, sempre digo que é de você!

28 de jun de 2010


And truth be told, I miss you.
And truth be told, I'm lying.


When you see my face,
Hope it gives you hell, hope it gives you hell.
When you walk my way,
Hope it gives you hell, hope it gives you hell.

- E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida


Os passos dados foram diferentes, mas sempre voltaram a se encontrar. Há anos atrás sonhava em crescer e, com o passar do tempo, alcansei sonhos e desafiei meus medos - olha onde chegamos. Não importa quão diferente cada ser humano seja, ele simplesmente necessita de cada pequeno defeito e qualidade para ser feliz.

E não me importa estar a cada minuto com você... É como estar em meio a risadas e segredos, a besteiras e sonhos, a viagens e planos. Não me importo em dirigir falatório ao meu lado do quão perigoso eu devo ser no volante ou onde devo estacionar o carro; o quantidade de mensagens de texto gastas ao longo do mês, as letras digitadas e a músicas cantadas em coro.

E se eu pudesse faria tudo de novo repetidas vezes. Não interessa o quão pequeno-grande eu sou, se assisto filme de desenho, se dançamos juntos, se ficamos acordados até quase cinco horas da manhã, se querem pegar meu carro rumo a algum lugar na cara e na coragem ou se vamos a estréias de filmes e gritamos. O importante é estar junto de alguma forma.
E crescemos juntos, evoluimos juntos, passamos por etapas juntos. E o que me deixa orgulhosa é que apesar de cada problema no final estamos realmente bem, planejando quem vai casar primeiro, quantos filhos e seus respectivos nomes. Tentando planejar férias juntos e especulando como será daqui há 10 anos.
Não faz nenhum sentido levar tudo no plural... Porque apesar de muitos, acaba sendo só um. Não que sejamos unidos, mas que sejamos bem estranhos.

"Aprende que não temos de mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam…"

20 de jun de 2010

-

Naquele dia pude perceber que o colorido perdeu um pouco a sua mágica. Não nas suas palavras e ações e manias de me fazer ver o que só eu não enxergo. Mas em ver o que eu não queria enxergar. Quando me dissestes que sou a única de confiança por ingenuidade, se assim posso dizer, hesitei em decidir se ficava alegre ou triste. Preferi ficar quieta, analisando o fato de que não serias capaz de mentir pra mim neste sentido.
E eu pude ver, então, que enquanto tem gente caminhando pelo presente, buscando o futuro há outras que fazem questão de não aceitar o passado e retomar a ele a cada momento. Enquanto alguém vê e sorrir para o que tem, há sempre os que insistem em não ter nada.
Tem coisas das quais me cansei. Odeio sua hipocrisia em achar que o mundo deve ir a você, odeio o teu medo de tentar, odeio o teu medo de aceitar tudo como normal e odeio mais ainda as vítimas da própria vida queconstruiu.
Não me ensinaram a ficar parada olhando o sol nascer para dizer que é dia.

9 de jun de 2010

Siga sua felicidade, e o universo vai abrir portas para você onde só havia paredes...




A gente briga a ponto de desistir de viagens e não quererem nem sentar juntas. Discutimos de manhã, cedinho, por causa de cartaz e depois de uma aula de uma hora fazemos as pazes.

Assustamos uns aos outros no corredor do Posto de Saúde, mexemos com todos os bebês que passam e disputamos quem fala mais em uma apresentação de um trabalho qualquer. Temos medo de andar de pô pô pô e de grilos no caminho da Escola Bosque. Tomamos "banho" em um restaurante de Icoaraci, dividimos chapas mistas nas terçar e quintas e tomamos água com gosto de café.

Depois de um dia chato vamos ao shopping comer pizza, nos falamos até 3x no final de semana, planejamos fazer academia juntos, ir ora AABB no final do mês e nos metemos em dar aula pra turma militar de cursinho.

Porque é assim... Um deveria largar a faculdade e abrir uma Igreja, a a outra deveria ir trabalhar na Malhação, uma fala pelos cotovelos, ainda tem aquela que só quer o melhor, uma estrangeira de Cabo Verde e a outra que diz ter um filho para cuidar.

É tudo complicado de explicar e de viver. São palavras que formam uma história que sempre será lembrada e contada.

Os sons através do estetoscópio, a pressão aferida pelo esfigmo, agulhas e injeções aplicadas, as palestras feitas, as roupas brancas, os slides e as luvas.

Os bombons, os sorvetes, o RU, o POEMA, os biscoitos, o pão com ortadela, os refrigerantes, os papéis, os prendedores de cabelo.

Os sorrisos e risadas. Os desejos e sonhos.

As músicas.

O dia-a-dia.

A UFPA.

A Enfermagem.

Os acadêmicos.

Os amigos (apesar de tudo, diga-se d epassagem :D)

6 de jun de 2010

Como as ondas do mar sempre vão e vem...

Cada escolha que fazemos, decepcionamos alguém... Só temos que ter cuidado para não decepcionar as pessoas erradas! - Click

E eu me pergunto a cada dia se decepcionei a pessoa certa. Não que isso faça alguma diferença agora, depois de que tudo foi feito e refeito e concertado. Dentro de mim, bem lá no fundo, eu queria voltar no tempo e fazer tudo diferente, quebrar algumas regras e trassar um novo final. Mas eu sei que não posso... E nem se eu pudesse eu não faria.

Porque a cada passo que eu sigo, me vejo retornando, em alguns aspectos, para trás. Para pensar e tentar encontrar respostas para mim mesma, tentando achar explicação para meus próprios atos e esconder atrás de planos e ações as consequencias que ficou no presente.

Eu realmente gostaria de ter decepcionado a pessoa errada, mas tenho convicção de que fiz o certo. Mas, muito teimosa como eu sou, quero acreditar e coisas diferentes.

Não me diga que somos amigos, diga que fomos amigos, não se importe, diga eu me importei. Assim como eu digo pra mim mesma para não esquecer: Eu não te odeio, só não me importo!

E desculpa meus pensamentos, palavras e sentimentos mas o "Não guarde magoa de mim, também não me esquece" (Biquini Cavadão) é o cúmulo pra mim.

1 de jun de 2010

No conto de fadas atual...

Porque agora é assim. A princesa não é mais doce, meiga e sofredora; ela é complicada e perfeitinha. Entra em contradição com ela mesma; tem o príncipe e o sapo – a diferença é tão nítida, mas ela não consegue enxergar. Se o príncipe tiver um cavalo branco ou bege não serve, tem que ser uma limusine com chardonnay. Ir ao baile de carruagem: pagação de micooo. Perder os sapatos? Falta de elegância. Beijar o príncipe no final da história: perda de tempo. Ou vai ou racha logo na primeira noite!
E se o príncipe vier atrás de você?
- Tá pegando no meu pé. Oh homem grudento!
E se o príncipe não vier atrás?
- Não sabe o que está perdendo, aquele filho da mãe. Só porque é rico se acha!
E se uma Fera aparecer e te entregar uma rosa?
- Creeeedooo, King Kong. Rosa é coisa de pobre! A moda são lírios.
Nada de fada madrinha para encantar o dia e te ajudar, isso o shopping faz. Nada de amor a primeira vista, o príncipe pode ser um tarado!
- Mas pelo menos é rico de limusine.
E se ele te olhar a noite inteira?
- Tá me cobiçando! Não sou espelho! Ou será que meu penteado está horrível?
E se ele não te notar?
- Ele é esnobe; a fila anda.
A princesa não precisa ter madrasta, o pai já faz o papel.
- Oh panhê, sair da festa meia noite? O que é isso? Eu-te-odeio. Ninguém me ama. Ai que ridículo! Nasci na família errada.
Vestidos longos e bufantes são horrendos, cabelos longos também, uma maçã é dieta e um beijo pra acordar?
- Só de for agoooora... Dormi com o príncipe, acredita?
Se o príncipe quiser você pra namorar?
- Apressadiiiinho. Está indo rápido demais.
E se ele quiser ficar com você?
- Falta de compromisso com os outros! Com os sentimentos não se brinca.
E se ele chorar sentindo falta sua? Marica.
E se ele nem ligar para a sua partida? Insensível.
Os castelos iluminados deram lugar a boates escuras repleta de fumaças e sons estridentes. Nada de valsa pra se dançar a dois, tapetes longos e anuncio das chegadas de convidados. São trocas feitas no tempo...
E se a princesa fala com animais? Louca. E se ela canta? Sem noção do ridículo.
E o viveram felizes para sempre, juntos, casados?
- O Ministério da Saúde diz que a mulher TEM O DIREITO de viver a sexualidade independente do estado civil.
E a coroa de pérolas e diamantes?
- Essa fica!!!

27 de mai de 2010

He whispers, "Te quiero, te quiero"

Por entre aquelas estradas e caminhos túrgidos você me fez sorrir, como se fosse uma missão. Por entre aquelas broncas de sábado a noite ou aquelas brigas de quarta de manhã você me protegeu. E por mais que eu tentasse esquecer, sentiria falta. Das promessas ditas em meio a conversas de fim de tarde, dos segredos trocados via celular e das risadas em meio ao trânsito enquanto eu dirigia. Queria tudo pra sempre... Queria te ter para sempre, por mais que você me estresse, me irrite e me belisque; só para acalmar um pouco a tempestade que estava acontecendo.
Mesmo estando distante é fácil imaginar cada passo teu; predeterminando ações que eu não consigo entender. Escutando palavras que eu não consigo decifrar. Vendo gesto que eu não consigo compreender.
Não me acostumo com teu traços e contornos, nem com tuas falas e decisões. Mas entre enigmas, eu só imagino o que quero escutar e o que quero ver; são apenas dois erros meus... Que de nada me fazem mal.

20 de mai de 2010

- If I could, then I would...

And maybe, I'll find out
A way to make it back someday
To watch you, to guide you, through the darkest of your days
If a great wave shall fall and fall upon us all
Then I hope there's someone out there
Who can bring me back to you


E talvez, eu irei descobrir
Uma maneira de voltar algum dia
Para observá-la, para guiá-la, através da escuridão dos seus dias
Se uma onda enorme caísse, caísse sobre nós todos
Então eu desejaria que houvesse alguém
Que trouxesse você devolta para mim

(The Calling)

19 de mai de 2010

- Um segundo é muito para quem sabe o que quer

Eu me sinto feliz. Por ver que o teu sorriso já não me interessa mais e tuas palavras já não fazem diferença. Porque quando ouço teu nome não nada muda e o que acontece com você pouco me importa. E não sinto mais raiva de ti, nem guardo rancor... Apenas indiferença. E era aqui que eu queria chegar! Neste ponto que eu procurava alcançar com você. Porque antes, não importava o quanto eu me preocupasse com tudo; você simplesmente vivia do seu próprio modo. Eu destrui estradas e derrubei pontes; interferi onde eu nunca gostaria de interferir, provoquei o que eu mais temia. E hoje eu acredito que foi melhor assim. Aquelas vozes que me indicavam o que fazer estavam certas.

Ao mesmo tempo eu pergunto por que teve que ser assim!? Mas não há tempo para perguntas e sim ações. Acredito que andei nos momentos certos. E de tanto isso me ensinou. Entenda que em meio a terremotos e enchentes a coragem é o melhor ponto pra escape, e os sentimentos são apenas traiçoeiros.

Mas agora um sorriso brota no meu rosto, por saber que do passado já não sinto falta e muito menos ele interfere no meu presente. E o meu futuro? Eu direi como vai ser; bem perto do que me faz bem.

18 de mai de 2010

-Encaixes de vai e vem

Ele me olhou desconfiado:
“Que eu não posso ler?! Existe algo que eu não sei ou não deveria ver?”
“Existem coisas que você vê, mas talvez não saiba...”
Meus olhos o analisaram a situação que havia ao redor da gente. Eu estava tentando refletir nossos gestos e palavras; eu falei demais. Acabei de me entregar.
“Mariana...” Você disse meu nome impaciente.
Era o fim. Sempre quando isso ocorre é o fim. Seu jeito de dizer meu nome, preocupado com algo ou deixando subentendido o quando você me acha inocente chega a ser preocupante. Eu até analiso todos os fatos.
Quando arqueia suas sobrancelhas e insiste em perguntas e respostas já até sei que, mais cedo ou mais tarde, vou ceder às suas reivindicações. E realmente não tem jeito! Por mais que eu bata meu pé, bufe e entorte minha boca nada funciona.
“O que você está aprontando?” ele pergunta. E eu me questiono o que leva alguém a me perguntar o que eu estou aprontando.
“O que eu poderia aprontar?!”
Ele apenas sorri e me abraça. Oh, quão estranhas são essas pessoas... Do mesmo modo que ele parece estar subindo escadas, ele parece estar descendo. Como sentimentos, gestos e caras mudam de um segundo para o outro?! É uma imensidão.
Apenas encosto minha cabeça sobre seus ombros achando que eu poderia ficar assim por um bom tempo. Mas particularmente, chega um tempo que se torna desconfortável. Fecho apenas um olho e analiso meu subir e descer de escadas.
“Você não deveria ir embora?” eu pergunto meio desconfortável.
“É, deveria.”
“Procure não se perder e se cuidar!” digo já virando as costas rumo a outro lado.
“Tudo bem! Vou procurar fazer isso.”
Não tente entender certos passos que te guiam. Alguns são claros e outros indecifráveis. Tudo complicado e perfeito... E eu só ordenava palavras para diferenciá-las das minhas incógnitas. Eu nem queria nada. Só responda-me o que é isso?

15 de mai de 2010

Eu só queria...


encontrar alguém. E queria agora. Alguém para ouvir meus sonhos, pesadelos, vitórias, derrotas, medos e insanidades... Alguém que entenda meus gostos, que me faça descobrir novos! Alguém para abraçar e beijar, para ficar de mãos dadas... Passear à toa ou ficar sem fazer nada, mas que ficasse comigo. E imaginar o futuro juntos! 'Preciso de alguém, e é tão urgente o que digo. Perdoem excessivas, obscenas carências, pieguices, subjetivismos, mas preciso tanto e tanto. Perdoem a bandeira desfraldada, mas é assim que as coisas são-estão dentro-fora de mim: secas (Caio Fernando Abreu)

9 de mai de 2010

Pra sempre em mim...

Não te criei com linhas coloridas ou pincéis atômicos, nem com tinta guache ou lápis de cor. As curvas cheias de cores, os traços, o cinza do lápis não pertencem à realidade que me leva a você.
O que faz com que eu chegue até ti é a necessidade de me sentir melhor, precisando apenas saber que estas perto e que falas comigo... Ter ainda a certeza que estou na sua vida. Por mais que eu não seja a principal, para mim basta saber que sou algo diferente dentro dos seus pertences.
Em ti não criei
nada, tudo se fez por si só; o que eu posso ver são alguns brilhos que eu ainda não tinha visto que, de alguma maneira, acabam transpassando pra mim.
As tuas cores, teus traços, borrões e garranchos são tão comuns... Mas não diante dos meus olhos. Nos teus passos posso enxergar tom sobre tom que se misturam e se firmam numa combinação admirável.
Não és belo ou perfeito ou qualquer coisa do tipo. Só és alguém que eu aprendi a olhar de uma maneira diferente, procurando qual mistério se esconde e identificando quais cores são as suas.

18 de abr de 2010

- Pra você guardei o meu amor...


Guardei

Sem ter porque

Nem por razão

Ou coisa outra qualquer

Além de não saber como fazer

Pra ter um jeito meu de me mostrar
Achei

Vendo em você

E explicação

Nenhuma isso requer

13 de abr de 2010

- Seu all star azul NÃO combina com o meu preto de cano alto

Alguém, ali em cima, do outro lado, está mexendo alguns pausinhos. Movimentando situações que eu gostaria que ficassem paradas, quietas, exatamente do jeito que estavam; um modo bom de caminhar. Mas como o tempo é rei e eu não pertenço a monarquia, não posso controlar nada, sou subordinada a ações extras corpóreas que me designam o quê fazer. E é incrível como o mundo dá voltas e como as coisas acontecem; o que não parece ser incrível é que nada conspira ao meu favor.

Não é que eu esteja reclamando da vida, não me entenda como uma ingrata. Só estou expondo o que de contra-gosto está acontecendo!

Mas o fato principal é que tudo que ocorre sucede por alguma razão da qual só descobrimos depois; é o clichê de acontecer hoje entendermos amanhã. E eu estou doida para que o amanhã chegue e eu posso descobrir com que finalidade estou passando por isso, suportando isso, controlando-me a cada minuto para não explodir ou começar com conversas cruzadas, a alfinetar as coisas, a meter o bedelho aonde não devia. Mas do jeito que eu sou, não vou conseguir permanecer calma e quieta por muito tempo.

Estou procurando ser sábia, mas o meu empulso não tem deixado. Eu só sei que eu só posso estar merecendo isso! O que eu fiz? Onde errei? Onde eu fiz um buraco imeeeeeenso? Talvez isso seja até drama. Porque adolescente... (até os 19 anos) é um ser de outro planeta, tudo leva ao extremo e ainda junta com a minha personalidade de levar a vida como um drama.

É o seguinte: não quero ter que lhe dar com pessoas das quais eu FUJO diariamente por questões de segurança de ambos os lados.

Se eu pudesse eu fugia só por um instantinho; para parar de me sentir estranha e anormal com tudo isso confundido dentro de mim, para achar um meio termo entre a paz e a guerra, o amor e o ódio, a chuva e o sol.

Não me olhe com este jeito! Só quero ter tranquilidade de andar nas ruas e não me deparar com sombras.

3 de abr de 2010

Por onde andei...

Amor eu sinto a sua falta...

E a falta. É a morte da esperança

Como um dia Que roubaram o seu carro Deixou uma lembrança

Que a vida é mesmo
Coisa muito frágil

Uma bobagem Uma irrelevância

Diante da eternidade Do amor de quem se ama

Por onde andei? Enquanto você me procurava

E o que eu te dei? Foi muito pouco ou quase nada

E o que eu deixei? Algumas roupas penduradas

Será que eu sei? Que você é mesmo Tudo aquilo que me faltava..



Nando Reis.

Pedaços

Se a cada instante e a cada passo dado fosse visto a intensidade de cada movimento as pessoas não seriam tão vazias...
Eu não sei o que acontece em seu coração, mas sinto que, as vezes, uma angústia lhe consome, o tornando fraco e sedento por amigos que possam te acolher. E mesmo rodeado de pessoas você se sente sozinho... Talvez porque tenha buscado o caminho errado ou porque, simplesmente, a vida exige que cresçamos sozinhos. Sinto muito!
Aprenda que todos irão te machucar de algum jeito, você só precisa escolher por quem vale a pena sofrer. Oh, eu não quero te deixar sozinho, quero caminha junto com você e estar ao seu lado assim que precisares, mas entenda que eu não posso caminhar por você, e se eu te protejo é só por cuidado.
Estou aqui para te dizer que os obstáculos nunca são maiores que nós e há sempre algo de melhor nos esperando.
Ninguém disse que a vida era fácil, mas muitos alertaram que era prazerosa, e que, em algum momento, nos vamos aprender a fazer com que o sonho e o real exista apenas um nada, palpável aos nossos olhos.

2 de abr de 2010

Mulheres são como maçãs...


as melhores estão no topo. Os homens não querem alcançar essas boas, porque eles têm medo de cair e se machucar. Preferem pegar as maçãs podres que ficam no chão, que não são boas como as do topo, mas são fáceis de se conseguir. Assim as maçãs no topo pensam que algo está errado com elas, quando na verdade, eles estão errados. Elas têm que esperar um pouco para o homem certo chegar... aquele que é valente o bastante para escalar até o topo da árvore !


Ѽ
Achei em uma comunidade. Acho que o texto diz muita coisa!

31 de mar de 2010

- Make a wish

Recentemente, não tenho tido a vontade de falar e sim a de ser escutada; dom que, por onde eu ando, pouquíssimas pessoas têm. Estou começando a achar que meu lugar não é aqui... É como se tudo fosse muito pequeno, perdido em uma imensidão que ninguém consegue entender. Há uma necessidade dentro de mim que não condiz com a realidade que vivo. Sinto-me perdida; querendo alcançar algo inalcançável.
Quero escapar, começar tudo de novo, poder ter a chance de crescer mais, de apagar certas imagens e criar outras... percorrer um caminho sem precisar do passado ou algo assim. Esquecer as escolhas erradas que fiz, esquecer os que me decepcionaram de uma forma que eu nunca pensei, esquecer dos que eu confiei em vão, das brigas... Carregar comigo o essencial para ser feliz de um novo jeito. Vou dar tudo de mim para alcançar o próximo degrau! Preciso disso, preciso esquecer e me desvencilhar de muita coisa daqui; preciso ser nova. Talvez seja a hora de ir... Espero que seja!!!
Sinto-me uma estranha em mim. Isso é tão complicado! Mas, pensando bem, é como aprendemos na Universidade; a adolescência é mesmo assim... Eu acho que poderia ser mais fácil!

12 de mar de 2010

Que os sonhos faça-nos realizar o que a realidade não nos permite sonhar

Eu poderia tentar achar mil motivos para fugir de onde estou e me esconder atrás de alguém, mas eu sei que devo viver independente do que aconteça. É estranho; não quero sumir para ficar longe de alguém e sim para recomeçar, mas tudo está bem... Tenho dito contradições recentemente.
Sei que jogos foram feitos para jogar, mas eu não quero mais fazer parte disso. Quero abrir um livro e não pedir inconscientemente para que a minha vida fosse um. Não que ela seja ruim, mas simplesmente uma parte de mim me faz ter a sensação de que algo não está no seu devido lugar... E a outra me diz que as coisas estão como deveriam estar afinal tenho tudo, tenho subido cada vez mais em uma escada que não quero descer e alguma coisa a mais me faz elevar os meus pés ao próximo degrau porque eu sei que, por mim mesma, eu não estaria no andar em que estou. Um segredo talvez seja fazer as coisas com amor; e como eu vivo disso, acredito que o resto também será como esta escada que sempre subo.
Procuro acreditar que tem sempre algo de melhor para vir... Que este algo de melhor venha de todos os pontos cardeais e me norteie para onde eu mereça estar e, particularmente, eu acho que tenho o direito de estar em um lugar excelente.

Não pense ou diga que

o tempo é mesmo rei, e que nunca pertenceu à monarquia.
- Ainda acho que há muita coisa que nem o tempo é capaz de apagar...



.

003. Vem pra cá

Não ver você não tem explicação

É caminhar pela escuridão

Ficar a fim e não poder falar

Querer o sim e não se acostumar

Com a solidão

O medo de amar

O estranho vazio no seu olhar

Eu tento achar em algum lugar

O amor que você deixou pra trás

Vem pra cá

Que é bom para si

Números, números, números

O que é, o que são

O que dizem sobre você

Um dia descobri que...


Só você para me fazer esperar meia hora (no horário da fome) para podemos comer juntos, ou fazer o percurso portão4-portão3 duas vezes em menos de uma hora, ainda esperar o peixe fritar para poder comer e, no final das contas, se alimetar você com uma maçã, e eu com um copo de suco de cupuaçú.
Oh, pensa bem... Se não fossemos amigos do jeito que somos quem ia te dizer que você precisa engordar (huahuahuahuahua), ou te fazer usar emotions de sorrisos através do msn a cada 5 minutos!? Quem ia te tirar da fossa e gastar várias mensagens ao longo do dia e, ás vezes, de noite (a tarifa de mensagem da TIM está cara)!? Quem ia me ajudar no dever de inglês e acabar falando espanhol no final de tudo, me chamar de fresca ou deixar ser pertubado no meio da aula do CESUPA ou até mesmo de madrugada!? Ou quem você chamaria pra sair com o objetivo de provocar ciumes em alguém!? :D Analisando o outro lado; quem seria meu wonderwall quando eu estivesse "naquela fase", para quem eu falaria besteiras sem ter medo de parecer idiota ou me acompanharia no cinema ou ainda, ficaria também feliz com as minhas conquistas e quando eu tivesse naquele dia pós-choro se preocuparia comigo?

Aaahhh, porque, realmente, me fazer ficar o dia todo na UFPA, sem almoçar, no meio de um bando de mosquitos, sem tomar banho o dia todo é porquê, no mínimo, é importante pra mim.

É, segundo a Superinteressante ocupamos papéis culturalmente do homem e da mulher enquanto casal. E ainda: "Os estudos ainda são insuficientes, mas tudo indica que a amizade entre homens e mullheres vai se tornar não só uma possibilidade mas uma necessidade. Em tempos que exigem que os gêneros trabalhem e convivam, aqueles que conseguem entender e se comunicar com o sexo oposto têm uma vantagem competitiva.". Nesta nossa relação em que um consegue decifrar o outro, em uma competição seremos um sucesso. :D

6 de mar de 2010

-


E era realmente disso que eu estava precisando: de você por perto. E da forma mais inusitada isso aconteceu; não sabes o quanto eu estou feliz. Porque só você me passa aquela confiança e aquela coragem que ainda ninguém conseguiu me passar, porque és o único capaz de me fazer mudar de idéia, a única pessoa com quem eu brigo e não consigo sentir raiva e que me protege da forma mais idiota que eu já vi.
Se soubesses o quanto estou feliz agora... A gente se persegue! Será que até quando eu me formar e for embora daqui você ainda vai estar por onde eu estiver; o acaso. Mas eu realmente acho que tem um motivo para você ter surgido assim meio que do nada e pra ficar por um bom tempo; preciso escutar de ti o quanto sou besta pelas coisas, e preciso que faças a sua mágica de sempre, dizendo no final "eu te avisei, agora entendes tudo!"... hahahahaha. Wonderfull! Realmente você tem cuidado de mim!

3 de mar de 2010

Que garota,

nunca tomou um fora de querer sumir, ou um remédio para dormir?

que garota nunca sofreu pra ter a perna depilada?

ou que nunca comeu uma barra de chocolate por ansiedade, uma alface por vaidade e beijou um canalha por saudade?

que garota nunca apertou o pé no sapato para caber, ou a barriga para emagrecer ou um ursinho para não enlouquecer?

que garota nunca jurou, que não estava ao telefone, que não pensa em silicone ou que 'dele' nem lembra o nome?

2 de mar de 2010

Inventei uma desculpa



Eu me sinto uma idiota! Meio que estou sentindo a tua falta agora e isso me preocupa. Você me tornou fraca e frágil por um período, conseguiu atingir meu "calcanhar de Aquiles" sem eu nem saber qual é. Sinto muito que nossa história tenha terminado assim; tão triste. Mas você me ensinou que as coisas só terminam quando algo de bom acontece, se ainda não aconteceu algo de bom é porque não terminou.

Sinceramente, eu acho que estas pouco se importanto com tudo isso que aconteceu, você sempre foi a razão, ao contrário de mim - que sempre fui a emoção; como consegui conviver com você!? As vezes peço a mim mesma que tudo isso seja um pesadêlo ou que volte o mais rápido possível ao normal, daí abro os olhos e me deparo com um imenso nada entre nós.

Queria que minha vida fosse como um filme e você voltasse no final pedindo desculpas, ou será que sou eu quem deveria fazer isso?

Gostaria que meu celular tocasse agora e fosse você, com qualquer assunto. Quão besta eu sou, até porque quem armou o circo foi eu... Até porque alguém tinha que armar. Aff... Você nem merece um terço disso! Que isso seja o fim, até mesmo da nossa amizade. Será que sou egoísta? Se eu não pensar em mim você que não vai pensar.
"Lembrar é fácil pra quem tem memória, esquecer é difícil pra que tem coração."; no final de tudo você se tornou difícil.

17 de fev de 2010

-


"Não quero alguém que me dê motivo pra fugir, quero alguém que me convença a ficar...!"

Well open up your mind and see like me...

Sinto falta de quando éramos mais novos; logo quando entramos na faculdade, era tudo novo, diferente e tínhamos a ânsia de querer absolutamente tudo de uma vez só. Lembra quando cantávamos I’m yours infinitas vezes em nossas mentes? Ou quando jogávamos tudo o que tínhamos para o alto só para agarrar algo novo e estranho, por mais que não fosse o certo. Simplesmente não podíamos ficar esperando algo acontecer! Fazíamos acontecer; era muita coisa para ser vivida.
Queria poder voltar... Parece que eu tinha menos responsabilidade antes e não me parece mais adequado aproveitar a vida como eu aproveitava: de forma meio “louca”, por mais que o conceito dos outros fossem diferente. Foi um tempo que eu aproveitei bastaaaante, talvez porque você estava por perto. Lembra quando dançávamos juntos e eu sempre te pedia para você ir mais devagar? Hahahahaha. Ou quando conversávamos hoooooras pelo MSN ou na sua casa. Sinto falta dessa amizade! Mas o tempo passa muito rápido e coisas vem e vão. Há tantas outras coisas pelo caminho...
Quanto mais o tempo passa mais eu me sinto longe desses momentos. Será que poderíamos repetir estas coisas antes que fiquemos mais velhos e tudo pareça um absurdo?


Open up your plans and damn you're free!

31 de jan de 2010

Traduzidos em palavras

Ananindeua, 31 de janeiro de 2009.

Okay, se você queria me ver p da vida, chateada, aborrecia e triste você está conseguindo. Caso não queira; é isso que você está provocando em mim. Só quero que saiba que você está me cansando e me deixando da pior maneira que eu poderia ficar.

Decidi que não vou mais abdicar dos meus gostos, escolhas e opções só para não te ver magoado ou decepcionado. Eu não vou mais me preocupar com você! Saiba que você não vai me tratar como bem entender e não vai me ter quando der na sua telha de que está precisando de alguém; não sou um tipo de petisco. Posso está sendo cruel, sei que não pensa assim... Mas dane-se, talvez você já tenha tido muito mais do que merecia.

Não vou mais procurar te entender. Você que se entenda.

O meu maior erro foi deixar você tomar conta da minh avida como tomou. Mas saiba que sou muito mais forte do que imaginas... E "perigosa" também. Porque eu sei ser chata, eu sei ser provocadora e vingativa quando eu quero. E acredite: você merece!

Recentemente eu não tenho ganho nada a não ser preocupação. Agora, o que eu penso é me satisfazer meu ego, porque eu estou quase que aos pedaços por você; e só assim para eu erguer a cabeça como antes.

Saiba que eu gosto muito de mim para querer continuar neste chove-não-molha. E que, definitivamente, você não me conhece.

Cansei de ficar sentada e esperar por algo que nunca vai vir. Todo mundo merece mais do que você está fazendo comigo. Eu costumava acreditar em você...

Meu problema tina tomado um outro nome: o seu. Agora não mais!

Apesar de te odiar tanto, não desejaria que você sentisse o que eu sinto agora; você cairia, sem dúvidas. Talvez eu simplesmente me cale para sempre, mas colhemos o que plantamos.

E para finalizar: eu gostaria de sumir daquiiii! Para bem longe que qualquer coisa que tivesse qualquer referência a você.

Você não me faz mais bem!!!

21 de jan de 2010

Pelas músicas que escutei...




Nem tudo é como a gente quer é como tem que ser. (Entre nós dois – Nx Zero)

Em partes. Podemos fazer o que queremos e dar certo!


Nem toda palavra é aquilo que o dicionário diz!

(Sonho – O Teatro Mágico)

Definitivamente. Exemplo; consulta no Aurélio. Palavra "ciume": angústia provocada por sentimento exarcebado de posse. Há quem acredite, por exemplo, que ciumes é coisa é "algo a mais".


Ilusão nunca muda para alguma coisa real.
(Torn - Natalie Imbruglia)
Ilusão é ilusão; algo que nunca se tornará verdade. Nunca muda mesmo.



O tempo revela todas as respostas. (Entre nós dois – Nx Zero)

O tempo é incrível; cura cicatrizes, reabre buracos fechados, releva a verdade e responde todas as perguntas.


Tudo o que é bom durα pouco e αcαbα cedo!

(Eu nunca disse adeus - Cαpitαl iniciαl)

Pode até ser, mas dura o suficiente para se tornar inesquecível.


Pois só quem sonha consegue alcançar (Meteoro – Luan Santana)

Os sonhos são as fontes para as reliazações e o combustível da vida.

Ninguém tá aqui pra viver em vão. Então é bom valer a pena, então é pra valer a pena. (Espero a minha vez – Nx Zero)

A vida é um morango!

“Me dê αlgum motivo prα nαo estαr contigo!” (reαção em cαdeia)

Não sei se sou alguém difícil de lhe dar, de entender, de conviver, ou você é que é o lento da questão. Aposto nas duas coisas! Eu não sei se consegues ver, mas abri mão de certas coisas por ti, meti os pés pelas mãos, tropecei... Só para tentar ter certeza de alguma coisa; e não me arrependo de ter feito nada do que eu fiz. Hoje, tenho menos incertezas que antes e aprendi mais que outrora. Mas, às vezes, questionamentos surgem e no meio deles eu me pergunto: Será que está valendo apena? Quero dizer, estou recebendo algo em troca!? Sei que você tem suas dificuldades e seu jeito peculiar de não perceber o que acontece a um palmo da sua frente, sei que não mentirias para mim ou faria algo do tipo. Mas o seu jeito é estranho e, nessas horas, indecifrável. Eu que sempre me acostumei a entender as coisas com poucas palavras e gestos, porém com você me sinto deficiente; apesar de repetir infinitas vezes que te conheço. Só quero que saiba: em você confio de olhos fechados. Disseste que precisava de mim por perto. Eu tento, mas parece que quanto mais eu chego mais me afasto, o caminho parece um paradoxo... Só espero não me perder por ele... De novo. Não faça com que eu me perca. Não deixe que eu me perca. I need you near me, too, baby.

12 de jan de 2010

Tua alegria...

"Tua verdade é a luz


Que me conduz para o céu


Tua palavra é o remédio que cura todo meu ser


Tua alegria em minha vida


Me fortalece a cada novo dia."


André Valadão.

11 de jan de 2010

Que...

Faria algum sentido se eu não dissesse!? Eu não me sentiria melhor por isso.

Sinto-me perdida no mundo. Sem saber o que pensar ou o que sentir; não sinta pena, pois apesar de todas as contradições me sinto viva. Viva por sorrir, por cantar, por brincar, por... viver. Por saber que do outro lado tem alguém, que tem você... que, com toda sinceridade, nem sei mais o que representa pra mim.

Eu só queria que alguém soubesse que eu penso em você e me preocupo com você, que quando estas perto as coisas simplesmente mudam, tomando um rumo diferente, e eu gosto disso! E é bom saber que eu marquei sua vida... Que eu te faço feliz... Que eu sempre estive ao se lado, nos bons e nos maus momentos. Queria que alguém soubesse que, por mais irracional que seja, eu tenho dentro de mim algo dizendo que eu tenho uma missão de te proteger, de dar o melhor de mim para que consigas o que almeja; saiba que eu tento fazer isso, por mais que não percebas.

E sabe por quê eu te conheço tão bem!? Eu também não sei.

Às vezes me pergunto se tens o mesmo cuidado e zelo por mim; a resposta surpreende. Você surpreende... Talvez eu não te conheça tão bem...

Por onde ando você parece fazer questão de estar presente... Consegues sentir!?

Odeio o fato da dúvida, odeio o fato da incerteza. Mas saiba que, dou mais forte do que imaginas... E mais fraca do que pensas.

Só te peço; não fique longe...

Prazer, somos seus anjos da guarda...



Se existe alguém que escolheu um curso meio que nas escuras este alguém sou eu. Eu sinto que no fundo minha mãe queria que eu fosse da área da saúde, apesar de ter sempre deixado em aberta a minha escolha profissional. Eu queria Eng. Civil, mas depois de visitar uma Feira de Anatômia meus sonhos e planos mudaram da água para o vinho... Cheguei em casa anunciando "Quero ser terapeuta ocupacional e veterinária!". Minha mãe logo retrucou "Por que você não faz Enfermagem?". Enfermagem? Naquela época a profissão tinha como significado para mim segurar o aerossol da criança na cama de um hospital enquanto ela aspira, tirar sangue em laboratórios e aferir pressão. Completamente errado!! Aos poucos esqueci a Terapia Ocupaciona e me foquei na Medicina Veterinária, que só tinha em uma faculdade do Pará. Plano!? Mariana teria que escolher nas outras faculdades um curso que viesse a fazer caso não passasse em Veterinária.


Vida vai... Vida vem... Tempo vai... Tempo vem... Pessoas vão... Pessoas vem... Êpaaa; eis que surge aí uma pessoinha que abriu os meus olhos me apresentou a Enfermagem que eu ainda não sabia. Conclusão: enfermagem seria meu segundo plano. Estava tudo arquitetado, rumo a Veterinária com a Enfermagem como suporte caso algo aconteça de errado (bate na madeira!). Mas alguém já dizia que a vida é uma caixinha de surpresa e ao longo do caminho comecei a perceber que a Medicina Veterinária não me traria o que eu queria; e eu não me refiro a dinheiro e sim a oportunidades de exerceu verdadeiramente o que eu almejava. Deixei meio que de lado este curso apesar de passar o Convênio inteiro na dúvia: Enfermagem x Veterinária.


CESUPA, UNAMA, UEPA e UFPA: caloura Enfermagem 2009. Entrei no curso já com o espírito de me tornar enfermeira. UFRA: caloura edicina Veterinária 2009 - um dia de aula abandonei o curso. Não era pra mim! Em uma profissão que eu achava ser horrível (como eu pensei nisso!?) eu me realizei. Ainda estou no segundo ano da faculdade, mas me sinto completamente apaixonada pelo o que faço. Eu sinto fazer tudo com amor e dedicação e as coisas dão bem certas; mais do que certas. Deus é muito safo!! Como as coisas são!? De exatas para biológicas. Eu sempre fui boa em matemática e ruimzinha em Biologia, mas quando entrei na faculdade esta posição foi trocada.


Eu não me imagino longe do que eu estudo e do que eu faço, eu não me imagino sem meus pacientes, sem meus jalecos, sem ajudar alguém, sem ser útil a uma vida. Simplesmente AMO o que escolhi e a cada dia que passa tenho mais certeza que estou no lugar em que deveria estar. É muito gratificante alguém chegar e me dizer: "Você tem cara e jeito de enfermeira!", ou "Eu acho tão bonito este teu gosto, amor pela Enfermagem!" ou inda alguém dizer "Obrigada!". Sinto-me completa!!! Isso é algo que ninguém tira de mim.


Ser enfermaira não é para qualquer pessoa; tem que ter um dom especial que só nós temos. E Graças a Deus, fui uma das contempladas com este dom. Enfermagem é uma arte, a mais bela de todas!