26 de dez de 2009

I wish you could take me away...

Take me away

Take me away

I've got nothing left to say

Just take me away

(Lifehouse)

14 de dez de 2009

As coisas só acontecem comigo...

Esquecendo o primeiro post; as vezes temos momentos de fraqueza que precisamos fazer alguma coisa, tipo contar um segredo ou algo que te incomoda. Mas daí você pára e pense? Para quem você vai contar? Breno, não, ele não entenderia... Sempre que tento falar com ele coisas sobre mim ele muda de assunto falando sobre ele. Sério; já tntei mil vezes até desistir. E além do mais agora é que a nossa amizade está se tornando... Sólida. Suzi, estamos meio que afatsdas não sei porque... Talvez pelo último e mail. Eu não gosto de mentir para os meus amigos, muito menos acultar a minha sincera opinião, porque detestaria que fizessem isso comigo. Leandro... Oooh! Never! Ele é meu Top 1 (melhor amigo, como diz o Breno), eu acho, mas ele odeia a pessoa na qual eu pensei para escrever o primeiro post. Vívian, tanto tempo não nos falamos, mas não estamos brigadas, é só a distância que a faculdade nos proporciona... Eu sei que estou esquecendo mais uns 4 que eu não vou mencionar porque não é preciso.

Voltando ao assunto principal... As coisas realmente só acontecem comigo e eu não sei por que. Eu atraio coisas estranhas e bizarras. Mas especificamente desta semana... Homens são uns seres estranhos demaaais, nem notam um desinteresse na cara da mulher, eu já tentei passar isso ao máximo duas vezes mas não consigo. Primeiro que eu tenho a leve impressão que o fato deu rir bastente, para todo mundo, confunde as pessoas de que estou dando mole! Eu digo: o nome disso é simpatia. Se você não responde a msg de um cara e nem retorna a ligação não quer dizer que está sem crédito (porque se realmente estivesse interessada ia arrumar crédito de um jeito ou de outro, pegando o telefone da mãe, do mãe, da amiga), quer dizer que você está dando um fora; que só deu o seu celular porque ele pediu-para-você-dar-um-toque-do-seu-aparelho-e-você-não-teve-outra-saída.

Outra, quando você (menino) pede o telefone de uma garota e ela não te dá, pede a segunda e ela age com indiferença, pede a terceira e ela dá... Não quer dizer que ela está sendo difícil! Quer dizer outra coisinha que você sabe... E não precisa achar que você é feio ou algo assim ela só não está-tão-a-fim-de-você.

Como se já não me bastasse, eu entro no msn... Ah quer saber!? Dane-se.

30 de nov de 2009

Presente lembrança...

Olhou para a pelúcia azul e verde sob o seu armário; sentia falta da lembrança que aquilo lhe proporcionara. Sentiu falta da segurança, tranqüilidade e confiança que aquela pessoa que a presenteou passava. Nunca pensou que sentiria falta de alguém assim.
Um estranho sentimento lhe invadiu o corpo; saudade. Desejou poder abraçar! Um estranho sorriso lhe percorreu a face de expressão pensativa; longe dali ela buscara em sua mente momentos que guardou com cuidado para serem lembrados sempre.
Aquele elefante macio transmitia e ela tudo o que, às vezes, sentia falta. Ele estivera com ela nos momentos em que precisou de algo fofo e macio por perto; era também um objeto de lembrança que alguém especial lhe proporcionou... Alguém mais que especial; alguém que ela desejou ter de volta ao seu lado como nos velhos tempos em que riam, brigavam, faziam as pazes e trocavam palavras doces. Mas este desejo dava medo; ninguém a entenderia
ao certo!

I didn't want it marks me so much. But somethimes I fell like I couldn't order myself. Your gift has become part of me; and I need that elephant like I need you.