11 de jan de 2010

Que...

Faria algum sentido se eu não dissesse!? Eu não me sentiria melhor por isso.

Sinto-me perdida no mundo. Sem saber o que pensar ou o que sentir; não sinta pena, pois apesar de todas as contradições me sinto viva. Viva por sorrir, por cantar, por brincar, por... viver. Por saber que do outro lado tem alguém, que tem você... que, com toda sinceridade, nem sei mais o que representa pra mim.

Eu só queria que alguém soubesse que eu penso em você e me preocupo com você, que quando estas perto as coisas simplesmente mudam, tomando um rumo diferente, e eu gosto disso! E é bom saber que eu marquei sua vida... Que eu te faço feliz... Que eu sempre estive ao se lado, nos bons e nos maus momentos. Queria que alguém soubesse que, por mais irracional que seja, eu tenho dentro de mim algo dizendo que eu tenho uma missão de te proteger, de dar o melhor de mim para que consigas o que almeja; saiba que eu tento fazer isso, por mais que não percebas.

E sabe por quê eu te conheço tão bem!? Eu também não sei.

Às vezes me pergunto se tens o mesmo cuidado e zelo por mim; a resposta surpreende. Você surpreende... Talvez eu não te conheça tão bem...

Por onde ando você parece fazer questão de estar presente... Consegues sentir!?

Odeio o fato da dúvida, odeio o fato da incerteza. Mas saiba que, dou mais forte do que imaginas... E mais fraca do que pensas.

Só te peço; não fique longe...

0 comentários:

Postar um comentário