28 de jun de 2010


And truth be told, I miss you.
And truth be told, I'm lying.


When you see my face,
Hope it gives you hell, hope it gives you hell.
When you walk my way,
Hope it gives you hell, hope it gives you hell.

- E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida


Os passos dados foram diferentes, mas sempre voltaram a se encontrar. Há anos atrás sonhava em crescer e, com o passar do tempo, alcansei sonhos e desafiei meus medos - olha onde chegamos. Não importa quão diferente cada ser humano seja, ele simplesmente necessita de cada pequeno defeito e qualidade para ser feliz.

E não me importa estar a cada minuto com você... É como estar em meio a risadas e segredos, a besteiras e sonhos, a viagens e planos. Não me importo em dirigir falatório ao meu lado do quão perigoso eu devo ser no volante ou onde devo estacionar o carro; o quantidade de mensagens de texto gastas ao longo do mês, as letras digitadas e a músicas cantadas em coro.

E se eu pudesse faria tudo de novo repetidas vezes. Não interessa o quão pequeno-grande eu sou, se assisto filme de desenho, se dançamos juntos, se ficamos acordados até quase cinco horas da manhã, se querem pegar meu carro rumo a algum lugar na cara e na coragem ou se vamos a estréias de filmes e gritamos. O importante é estar junto de alguma forma.
E crescemos juntos, evoluimos juntos, passamos por etapas juntos. E o que me deixa orgulhosa é que apesar de cada problema no final estamos realmente bem, planejando quem vai casar primeiro, quantos filhos e seus respectivos nomes. Tentando planejar férias juntos e especulando como será daqui há 10 anos.
Não faz nenhum sentido levar tudo no plural... Porque apesar de muitos, acaba sendo só um. Não que sejamos unidos, mas que sejamos bem estranhos.

"Aprende que não temos de mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam…"

20 de jun de 2010

-

Naquele dia pude perceber que o colorido perdeu um pouco a sua mágica. Não nas suas palavras e ações e manias de me fazer ver o que só eu não enxergo. Mas em ver o que eu não queria enxergar. Quando me dissestes que sou a única de confiança por ingenuidade, se assim posso dizer, hesitei em decidir se ficava alegre ou triste. Preferi ficar quieta, analisando o fato de que não serias capaz de mentir pra mim neste sentido.
E eu pude ver, então, que enquanto tem gente caminhando pelo presente, buscando o futuro há outras que fazem questão de não aceitar o passado e retomar a ele a cada momento. Enquanto alguém vê e sorrir para o que tem, há sempre os que insistem em não ter nada.
Tem coisas das quais me cansei. Odeio sua hipocrisia em achar que o mundo deve ir a você, odeio o teu medo de tentar, odeio o teu medo de aceitar tudo como normal e odeio mais ainda as vítimas da própria vida queconstruiu.
Não me ensinaram a ficar parada olhando o sol nascer para dizer que é dia.

9 de jun de 2010

Siga sua felicidade, e o universo vai abrir portas para você onde só havia paredes...




A gente briga a ponto de desistir de viagens e não quererem nem sentar juntas. Discutimos de manhã, cedinho, por causa de cartaz e depois de uma aula de uma hora fazemos as pazes.

Assustamos uns aos outros no corredor do Posto de Saúde, mexemos com todos os bebês que passam e disputamos quem fala mais em uma apresentação de um trabalho qualquer. Temos medo de andar de pô pô pô e de grilos no caminho da Escola Bosque. Tomamos "banho" em um restaurante de Icoaraci, dividimos chapas mistas nas terçar e quintas e tomamos água com gosto de café.

Depois de um dia chato vamos ao shopping comer pizza, nos falamos até 3x no final de semana, planejamos fazer academia juntos, ir ora AABB no final do mês e nos metemos em dar aula pra turma militar de cursinho.

Porque é assim... Um deveria largar a faculdade e abrir uma Igreja, a a outra deveria ir trabalhar na Malhação, uma fala pelos cotovelos, ainda tem aquela que só quer o melhor, uma estrangeira de Cabo Verde e a outra que diz ter um filho para cuidar.

É tudo complicado de explicar e de viver. São palavras que formam uma história que sempre será lembrada e contada.

Os sons através do estetoscópio, a pressão aferida pelo esfigmo, agulhas e injeções aplicadas, as palestras feitas, as roupas brancas, os slides e as luvas.

Os bombons, os sorvetes, o RU, o POEMA, os biscoitos, o pão com ortadela, os refrigerantes, os papéis, os prendedores de cabelo.

Os sorrisos e risadas. Os desejos e sonhos.

As músicas.

O dia-a-dia.

A UFPA.

A Enfermagem.

Os acadêmicos.

Os amigos (apesar de tudo, diga-se d epassagem :D)

6 de jun de 2010

Como as ondas do mar sempre vão e vem...

Cada escolha que fazemos, decepcionamos alguém... Só temos que ter cuidado para não decepcionar as pessoas erradas! - Click

E eu me pergunto a cada dia se decepcionei a pessoa certa. Não que isso faça alguma diferença agora, depois de que tudo foi feito e refeito e concertado. Dentro de mim, bem lá no fundo, eu queria voltar no tempo e fazer tudo diferente, quebrar algumas regras e trassar um novo final. Mas eu sei que não posso... E nem se eu pudesse eu não faria.

Porque a cada passo que eu sigo, me vejo retornando, em alguns aspectos, para trás. Para pensar e tentar encontrar respostas para mim mesma, tentando achar explicação para meus próprios atos e esconder atrás de planos e ações as consequencias que ficou no presente.

Eu realmente gostaria de ter decepcionado a pessoa errada, mas tenho convicção de que fiz o certo. Mas, muito teimosa como eu sou, quero acreditar e coisas diferentes.

Não me diga que somos amigos, diga que fomos amigos, não se importe, diga eu me importei. Assim como eu digo pra mim mesma para não esquecer: Eu não te odeio, só não me importo!

E desculpa meus pensamentos, palavras e sentimentos mas o "Não guarde magoa de mim, também não me esquece" (Biquini Cavadão) é o cúmulo pra mim.

1 de jun de 2010

No conto de fadas atual...

Porque agora é assim. A princesa não é mais doce, meiga e sofredora; ela é complicada e perfeitinha. Entra em contradição com ela mesma; tem o príncipe e o sapo – a diferença é tão nítida, mas ela não consegue enxergar. Se o príncipe tiver um cavalo branco ou bege não serve, tem que ser uma limusine com chardonnay. Ir ao baile de carruagem: pagação de micooo. Perder os sapatos? Falta de elegância. Beijar o príncipe no final da história: perda de tempo. Ou vai ou racha logo na primeira noite!
E se o príncipe vier atrás de você?
- Tá pegando no meu pé. Oh homem grudento!
E se o príncipe não vier atrás?
- Não sabe o que está perdendo, aquele filho da mãe. Só porque é rico se acha!
E se uma Fera aparecer e te entregar uma rosa?
- Creeeedooo, King Kong. Rosa é coisa de pobre! A moda são lírios.
Nada de fada madrinha para encantar o dia e te ajudar, isso o shopping faz. Nada de amor a primeira vista, o príncipe pode ser um tarado!
- Mas pelo menos é rico de limusine.
E se ele te olhar a noite inteira?
- Tá me cobiçando! Não sou espelho! Ou será que meu penteado está horrível?
E se ele não te notar?
- Ele é esnobe; a fila anda.
A princesa não precisa ter madrasta, o pai já faz o papel.
- Oh panhê, sair da festa meia noite? O que é isso? Eu-te-odeio. Ninguém me ama. Ai que ridículo! Nasci na família errada.
Vestidos longos e bufantes são horrendos, cabelos longos também, uma maçã é dieta e um beijo pra acordar?
- Só de for agoooora... Dormi com o príncipe, acredita?
Se o príncipe quiser você pra namorar?
- Apressadiiiinho. Está indo rápido demais.
E se ele quiser ficar com você?
- Falta de compromisso com os outros! Com os sentimentos não se brinca.
E se ele chorar sentindo falta sua? Marica.
E se ele nem ligar para a sua partida? Insensível.
Os castelos iluminados deram lugar a boates escuras repleta de fumaças e sons estridentes. Nada de valsa pra se dançar a dois, tapetes longos e anuncio das chegadas de convidados. São trocas feitas no tempo...
E se a princesa fala com animais? Louca. E se ela canta? Sem noção do ridículo.
E o viveram felizes para sempre, juntos, casados?
- O Ministério da Saúde diz que a mulher TEM O DIREITO de viver a sexualidade independente do estado civil.
E a coroa de pérolas e diamantes?
- Essa fica!!!