27 de mai de 2010

He whispers, "Te quiero, te quiero"

Por entre aquelas estradas e caminhos túrgidos você me fez sorrir, como se fosse uma missão. Por entre aquelas broncas de sábado a noite ou aquelas brigas de quarta de manhã você me protegeu. E por mais que eu tentasse esquecer, sentiria falta. Das promessas ditas em meio a conversas de fim de tarde, dos segredos trocados via celular e das risadas em meio ao trânsito enquanto eu dirigia. Queria tudo pra sempre... Queria te ter para sempre, por mais que você me estresse, me irrite e me belisque; só para acalmar um pouco a tempestade que estava acontecendo.
Mesmo estando distante é fácil imaginar cada passo teu; predeterminando ações que eu não consigo entender. Escutando palavras que eu não consigo decifrar. Vendo gesto que eu não consigo compreender.
Não me acostumo com teu traços e contornos, nem com tuas falas e decisões. Mas entre enigmas, eu só imagino o que quero escutar e o que quero ver; são apenas dois erros meus... Que de nada me fazem mal.

0 comentários:

Postar um comentário