30 de jul de 2011

- Esse foi um beijo de despedida, que se dá uma vez só na vida...

Não tô podendo ler textos românticos; isso me retoma até você. E é tão difícil olhar para o travesseiro e ver que você não estar lá, ou ir dormir sem estar deitada no teu ombro e sem tua voz me cantando uma canção. Sem tua mão na minha, sem teu cheiro, sem teus olhos nos meus. E eu digo que foi tão bom, o suficiente para deixar saudades e fazer com que um filme passe na minha cabeça milhões de vezes até que uma lágrima caia e eu agradeça por você ter feito parte de mim.

Eu não esperava nada disso, não esperava sua surpresa cruzando minha vida. Não esperava você! Não esperava teus carinhos, tuas palavras e teus beijos na hora certa. Tua música, teu sorriso, tua compreensão. Um sonho de uma semana.

Senti o que tinha que senti, vivi o que tinha que viver, aprendi tudo o que tinha para aprender, compartilhei com teus beijos, dividi os carinhos e fixei no meu olhar os teus olhos procurando nos meus algo e me dizendo que só isso bastava.

Eu não queria um beijo de despedida. Eu queria deitar de novo naquela rede e cantar contigo, eu queria te socorrer, novamente, quando você mais precisou, eu queria construir mais olhos, dizer mais coisas e arriscar um pouquinho mais.

Preciso deixar de esperar por teus beijos, fechar os olhos e entender que era para ser assim, esquecer que chorei no aeroporto, antes e depois da mensagem, e chorei de novo ao falar de você; esquecer da despedida e do último beijo. E só lembrar de você e do final feliz...

1 comentários:

Janne disse...

Lindo texto... Realmente emocionante. =D

Postar um comentário